Skip to content

Amor de Mãe 

8 de maio de 2015
As mulheres são mestras em desempenhar múltiplos papéis com uma competência assustadora. A palavra multitasking certamente foi inspirada nestes seres tão complexos e intensos. De todos os papéis desempenhados por elas, o de mãe é de longe o mais belo e desafiador. 

Eu não tenho filhos. Sempre gostei de brincar de casinha e de profissões (professora, cientista, executiva etc.), mas as bonecas acabavam ficando de lado. Não me entendam mal, sempre amei crianças, e as crianças sempre foram grudadas comigo. Eu sou aquela pessoa que não pode ver um bebê que já vai pegando, que gosta de brincar com os pequenos. Acho que, olhando de fora, seria fácil pensar que eu teria filhos (assim mesmo, no plural), mas não foi assim, mesmo tendo sido casada por vários anos. Nesta vida, vim sem a coragem e desprendimento necessários para desempenhar este papel.

Ser mãe é aceitar viver com o coração fora do corpo. E ter o coração fora do corpo é arriscado, porque fora do corpo ele fica exposto e andando aí por este mundão sem fim. Exposto, pode ser machucado. Andando por este mundão, pode gostar da brincadeira e não voltar mais. Acho que, depois que uma mulher tem seu primeiro filho, nunca mais vai dormir do mesmo jeito. Quando bebês, os filhos dependem totalmente dos pais. Quando crescem, batem asas e voam para longe do ninho. Alguém me explica com é que um ser humano dorme com um barulho de desses? 

Mesmo sendo carne da carne, sangue do sangue, os filhos são diferentes da mãe. Pensam diferente, sentem diferente, querem diferente, e essas diferenças todas podem ser difíceis de digerir. Não é à toa que mães e filhos, apesar de tanto amor envolvido, vivem às turras. 

O corpo muda (muito), a cabeça mais ainda. O modo de se relacionar com o mundo, e com as outras pessoas, nunca mais será o mesmo.  A culpa e os conflitos passam a ser uma companhia constante: como conciliar carreira e família? Qual é a melhor forma de educar? Como impor limites?

Ser mãe é mover o centro do seu universo para outra pessoa. Você deixa de ser prioridade. Mãe abre mão de si mesma para cuidar e proteger a cria sem questionar isso nem por um segundo. Mesmo necessidades básicas como dormir e comer são colocadas no final da fila. E elas fazem de coração.

Meu sobrinho é meu filho do coração, e amo tanto este garoto que chega a doer. Ainda assim, só posso imaginar o tamanho do amor que uma mãe sente pelo filho, e vou precisar de mais algumas vidas para evoluir a ponto de viver esta experiência.

Então, parabéns para todas as mamães deste mundo: de sangue, adotivas, boadrastas, pães. Vocês são admiráveis, e sinônimo de aconchego e proteção. Aquela história de que mãe é tudo igual, só muda o endereço, é baseada neste denominador comum que vocês compartilham — o amor pelos filhos.

Claro que eu não poderia encerrar o post sem mencionar a mãe mais importante do mundo, no caso a minha.  Somos diferentes, muito diferentes, e acho que ela só não duvida da maternidade porque me viu nascer, rs. A baixinha é fogo, eu também não sou a pessoa mais fofa do mundo, então muitas vezes sai faísca nesta relação, mas o amor nunca foi menos do que incondicional. Tomei decisões na vida com os quais ela não concorda, mas mesmo assim não tenho dúvida de que, se ela precisasse matar ou morrer por mim (ou meu irmão, ou meu sobrinho, seu neto), ela faria isso sem pensar duas vezes. Tenho certeza de que suas preces (muitas) são sempre por nós. Amor maior do mundo, que eu nunca vou conseguir agradecer nem retribuir o suficiente. ❤️🙏

Trilha: The Corrs, At Your Side
Imagem: Pinterest

Anúncios

From → Proseando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: