Skip to content
Tags

Inverno em Paris

30 de janeiro de 2015

Começar o ano em Paris parecia uma ideia perfeita. Quer lugar melhor para receber o ano novo do que na cidade luz? 😉

Então, lá fomos eu e minha amiga, cheias de animação…e casacos! Sim, temperaturas baixas nos esperavam, e confesso que estava com um certo medo de entrar (literalmente) numa fria. ⛄️

Olha, fez frio, inclusive abaixo de zero. Mas não foi nada tão dramático assim. Quem enfrenta os invernos em Curitiba tem um certo preparo natural, rs. Fora isso, todos os lugares são bem preparados e se você se vestir do jeito certo (em camadas, protegendo bem o pescoço e as extremidades), vai ficar bem.

Afinal, como não ficar bem em Paris, minha gente? Motivos não faltam, mesmo com frio, eu garanto. 

– O dress code é super charmoso! Me senti “A” francesa de boina e cachecol. 😊

– A combinação de céu azul e árvores sem folhas é deslumbrante. Chega a faltar o fôlego. De brinde, se estiver frio o suficiente, você pode encontrar um lago congelado e ver os patos patinando.

– Dias cinzas trazem uma luz diferente, um tanto melancólica, que faz a gente se sentir dentro de um filme noir.

– Você pode se dedicar à árdua tarefa de descobrir o melhor chocolate quente da cidade sem culpa. Calorias não gostam do frio. And the Oscar goes to…Angelina!

– Avistar a Notre Dame e a Torre Eiffel aquecem o coração, irradiando calor para todo o corpo.

– O frio lá fora é um bom motivo para escolher um restaurante charmoso onde você pode se deliciar com uma bela refeição para aquecer corpo e alma. A entrada? Sopa de cebola, sempre!

– Vinho francês para temperar as longas conversas sobre a vida. Santé!

– Com o frio, você ganha fôlego extra para longas caminhadas, já que é um bom jeito de se esquentar. Sair de Montmartre e caminhar até La Ópera é fácil, fácil. Como o universo é muito generoso, você ainda pode encontrar um cantor italiano cantando lindas canções enquanto o sol se põe.

– Monet e Van Gogh no D’Orsay. O que os olhos veem, o coração sente.

– Macarons da Ladurée. Ok, não importa a estação do ano, tudo é desculpa para eu me abraçar com os de rosa e flor de laranjeira.

– A Shakespeare & Co é tão quentinha! Aqueles livros, a história, a vista para a Notre Dame, tudo isso me deixa tão feliz que dói. E quando a gente está feliz, nem sabe o que é frio.

– O frio resseca a pele, então você está liberada para comprar alguns (muitos) cosméticos para cuidar dela depois. Consumista não! Cuidadosa, isso sim.

– Está chovendo? Escolha uma mesa no Les Deux Magots ou no Flore, se acomode, peça um croissant com café e fique vendo a vida passar…à francesa.

Cada vez entendo melhor porque Hemingway gostava tanto deste pedaço iluminado do mundo. A palavra beleza poderia ter sido inventada para definir esta cidade com toda a justiça. We will always have Paris, thanks God.

2015/01/img_7420.jpg

2015/01/img_7399.jpg

2015/01/img_7444.jpg

2015/01/img_7448.jpg

2015/01/img_7482.jpg

2015/01/img_7464.jpg

2015/01/img_7459.jpg

2015/01/img_7403.jpg

2015/01/img_7437.jpg

2015/01/img_7378.jpg

2015/01/img_7304.jpg

2015/01/img_7281.jpg

2015/01/img_7350.jpg

2015/01/img_7356.jpg

2015/01/img_7280.jpg

2015/01/img_7278.jpg

2015/01/img_7277.jpg<


2015/01/img_7276.jpg

2015/01/img_7160.jpg

2015/01/img_7275.jpg

Anúncios

From → Proseando, Viajando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: