Skip to content

Tempo ao tempo

2 de julho de 2014

Hoje, tive de sair de casa super cedo, antes do amanhecer. No caminho, o sol começou a dar o ar da sua graça. Com calma, sem pressa. No começo, uma linha dourada no horizonte. Aos poucos, foi subindo e mandando a noite embora. O gran finale foi uma explosão de tons alaranjados de cair o queixo. O sol, sábio por natureza, sabe que não dá para apressar as coisas e curte o processo todo, sem pressa de “chegar chegando”. Nada de “pá!”, pular no céu como uma pipoca na panela. Ele chega passo a passo, tom a tom, até brilhar em toda a sua intensidade.

A vida é assim também. Tudo tem seu tempo e não adianta forçar a barra nem se descabelar, porque assim é. Constatação de quem percebeu que metade do ano já passou e que a lista de resoluções do ano não está assim, digamos, tão resolvida assim. Já dei bons passos em alguns itens, mas alguns continuam lá, no zero a zero.

Adoraria estalar os dedos e resolver tudo de vez. Mas para achar o X da questão, é preciso fazer a conta toda. Não dá para pular etapas, não dá para chutar a resposta. O jeito é perseverar e acreditar que vale a pena passar pela escuridão para, na hora certa, ver a luz. Pequenos passos ainda são passos. A história ainda tem muitos capítulos. Bora escrever.

Anúncios

From → Proseando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: