Skip to content

Roma não foi construída em um dia

5 de maio de 2014

Que bom seria se nossos desejos se realizassem num piscar de olhos. Que os problemas se resolvessem para ontem. Que a gente conseguisse dar saltos evolutivos na hora de consolidar as mudanças que a gente tanto quer.

Na real, nem sempre é assim. Pelo menos para mim, principalmente no que diz respeito a mudanças. Até eu assumir/aceitar que precisa mudar, já vai um tempo. Depois, para fazer a bendita mudança acontecer, é uma odisséia.

Ariana ansiosa que sou, isso sempre me angustiou, mas acho que a “ficha está caindo”, e estou entendendo que a velocidade não é assim tão importante, e que o fundamental mesmo é se colocar em movimento, e continuar a andar, mesmo que a passos pequenos.

Aceitar que a vida tem seu tempo, e que esse tempo é diferente do nosso, é libertador. Não vou conseguir zerar uma conta de vários anos em alguns dias, mas já percebi que, se eu não desistir da empreitada, é possível chegar lá.

Estou tentando celebrar os pequenos avanços, os pequenos grandes sinais que recebo da vida e que me dizem que as coisas estão mudando. Os passos podem ser pequenos para a humanidade, mas são gigantes para mim, rs.

Gastar energia lamentando não resolve nada. Não deu hoje? Amanhã vai rolar. Virar à direita não levou onde você queria? Corrija a rota e continue a nadar.

Nestas férias, estive em Milão e em Verona (❤️ Itália!). Nos dias ensolarados, era possível ver pequenos flocos brancos flutuando pela cidade. Acho que devem ser de alguma árvore ou flor, algo próprio da primavera…o fato é que achei interessante o jeito elegante daqueles floquinhos em busca do lugar ideal para “aterrissar”. Às vezes, parecia que tinham achado um bom lugar, mas aí vinha o vento e mudava os planos. Assim é com a gente, né? Quando a gente acha que achou as respostas, a vida muda as perguntas…

Acho que as mudanças na vida da gente são um pouco parecidas com as mudanças das estações. A primavera não chega de um dia para o outro. A mudança vai acontecendo aos poucos. Primeiro chegam as folhas. Depois que as árvores estão pintadas de verde (prontas, no momento certo) chegam as flores. Quando a gente percebe, está diante daquela explosão de cores e perfumes exuberantes. Até parece que tudo aconteceu do dia para a noite, mas a natureza trabalhou no seu ritmo para garantir o espetáculo que tanto nos renova a esperança a cada ano. Tchau dias cinzas e frios, bem-vindos dias de cor e calor.

Se a gente quer mudar, o jeito é abrir a cabeça e o coração, arregaçar as mangas e colocar mãos à obra.

Que tenhamos paciência. Afinal, Roma não foi construída em um dia. Mas que nossa paciência seja ativa e guerreira para conquistar nossa felicidade. Se não puder correr, ande, mas não fique parado. E confie. Vai dar certo. 😉

Anúncios

From → Proseando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: