Skip to content

Descobrindo Verona

3 de maio de 2014

Uma Verona ensolarada esperava por mim. Feliz da vida, larguei as coisas no B&B Cuori di Verona e fui logo bater perna. Eu sabia que o lugar era bem localizado, mas não sabia que seria vizinha da (adivinhem?) Arena de Verona.

Andei alguns metros e logo estava na Praça Bra, frente a frente com uma “miniatura” linda do Coliseu. Apaixonei, né gente? Sem pensar duas vezes, fui para a fila (pequena) para entrar. Paguei o ingresso (6 euros) e logo estava lá dentro. O lugar é uma das estruturas deste tipo mais bem conservadas do mundo, e hoje é palco de óperas e concertos. Imagino só a lindeza que deve ser um espetáculo assim naquele lugar, em uma linda noite de verão.

Entre os visitantes, uma mãe com duas filhas. Ela devia estar explicando para as meninas que o lugar era antigo e tal (estima-se que foi construído no século I) porque uma delas mandou “se può vedere che e vecchio, mamma. Se può vedere che e vecchio, mamma mia!”. Em tradução literal, algo como “está na cara que é velho, mãe!”. 😊

Depois de curtir a Arena e tirar muitas fotos (Verona despertou em mim um impulso selfie muito forte, rs), resolvi almoçar. Sendo muito franca, escolhi o restaurante pela vista e pelas toalhas xadrezes, que eu amo. Pedi uma taça de vinho branco e o piatto del giorno (pasta caseira com aspargos e camarão) e fui muito feliz. Preço bom e, de quebra, fui (bem) atendida por uma brasileira. Voltei lá outro dia e comi uma pizza divina!

http://www.lecantine-arena.com/

Bem alimentada, retomei as andanças, pela Via Mazzini, famosa pelas lojas e caminho para as principais atrações da cidade. Cheia de gente mas, mesmo assim, uma gostosa caminhada admirando as sacadas floridas dos prédios.

No final da rua, à direita fica a Casa de Julieta (sobre a qual vou falar no próximo post) e, à esquerda, a Piazza Erbe, efervescente e apaixonante com uma Piazza italiana que se preze. Uma delícia de lugar, cheia de bares e restaurantes, com mesas na calçada para se tomar uns bons drinks e ver a vida (bela) passar. Provei alguns, mas anotei o nome do primeiro, onde tomei um spritz delicioso. Com o calor que estava fazendo, essa era a bebida mais pedida por lá. Gosto do sabor amarguinho e amo a cor laranja. Salute!

http://www.caffe-barbarani.it/

Nesta praça, fica a Torre dei Lamberti, que lembra muito Siena, na Toscana. Subindo os 368 degraus, você perde o fôlego (literalmente) com a vista linda da cidade.

Andei um pouco mais e me deparei com a belíssima igreja de Santa Anastasia. A entrada é paga (2,5 euros) e o interior é impressionante também. Do ladinho, fica a menor (e singelamente bela) igreja de São Pedro Mártir.

Viver é preciso, andar também. Algumas charmosas ruelas depois, a Catedral de Verona, chamada de Duomo, impressiona pela beleza. A entrada também é paga (2,50 euros) e vale a pena. Uma prece para agradecer as tantas graças recebidas nesta vida e pernas para que te quero de novo, rumo à Ponte de Pedra, uma construção romana que une os dois lados da cidade, separados pelo rio
Adige. Amo pontes e rios, e amei muito essa, com paisagens de encher os olhos. Ali pertinho tem um restaurante pequeno e escondido, com vista para a ponte. Lá, pedi uma taça do vinho branco da casa (na Itália, sempre bom) e o piatto del giorno (pasta ao ragu) e tive uma das melhores refeições da viagem, ouvindo o barulho do rio e olhando a paisagem. De comer sorrindo.

http://www.terrazzabaralponte.eu/

Outro lugar imperdível é o Castelvecchio e a Ponte Scaligero, que lembra muito a Ponte Vecchio de Florença. As construções de pedra seculares são maravilhosas, e a vista que se tem da ponte são dignas (ou melhores) de cartão postal. Dali, caminhei às margens do rio até chegar na Ponte de Pedra (uma boa pernada, ainda mais debaixo de sol), pois queria visitar o Teatro Romano, que estava fechado para reformas (#chatiada!). Já que estava ali, decidi subir os lindos (e aparentemente infinitos) degraus para ver as ruínas pelo menos um pouquinho. Ao chegar lá em cima (de língua de fora, quase morrendo), descobri o Castel San Pietro, com as vistas mais deslumbrantes e geniais que se pode ter de Verona. Como estava sem fôlego, a curta expressão “UAU” expressou meus sentimentos à perfeição. Melhor ainda foi encontrar um oásis para matar a sede depois da “escalada” (podem me chamar de dramática, rs). O lugar é muito charmoso, com vista espetacular e uma boa opção tanto para quem quer comer como para quem quer apenas beber algo (meu caso). Fico só pensando o tanto que deve ser romântico à noite.

http://www.teodoricore.com/

Amei Verona. Amei suas cores, seu ritmo, seus ângulos, suas praças, pontes, igrejas e monumentos. A vida é muito bela e doce por lá.

O próximo post é sobre a musa da cidade, Julieta, e a busca universal que une as centenas de pessoas que visitam a cidade todos os dias.

Baci!

20140503-130813.jpg

20140503-130835.jpg

20140503-130852.jpg

20140503-130911.jpg

20140503-130929.jpg

20140503-130948.jpg

Anúncios

From → Proseando, Viajando

One Comment
  1. Beautiful pictures of lovely Verona.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: