Skip to content

Milão – Parte 4: O castelo e a catedral

1 de maio de 2014

Milão é uma cidade mais business e menos turismo, com muito estilo e elegância. O povo é mais fechado, porém muito educado, e tudo funciona muito bem. Diferente de outras cidades italianas, não tem aquela overdose de pontos turísticos para ver, fazendo com que sobre mais tempo para curtir a cidade em si de um jeito mais tranquilo.

Falando de pontos turísticos, há dois absolutamente imperdíveis: o castelo e a catedral. Eu visitei os dois na segunda-feira, feriado de Páscoa por lá.

O Castello Sforzesco leva esse nome por conta da família Sforza, toda-poderosa de Milão nos idos do século XV. No brasão, estão os símbolos dos Sforza: a águia e a serpente engolindo um homem.

A história é longa e cheia de reviravoltas. Mudou de mãos, foi residência e fortaleza militar, sofreu várias alterações e melhorias, sofreu com ataques e foi parcialmente destruída a mando de Napoleão. Entre os nomes envolvidos nas construções/reformas/melhorias, estão Brunelleschi (responsável pelo Duomo de Florença), Filarete (foi ele quem fez a torre principal), Bramante e Da Vinci (esses últimos foram “contratados” por Ludovico Il Moro, que queria dar um “up” no lugar).

A entrada no pátio do castelo é gratuita. Para os museus, é preciso pagar ingresso. Como os museus estavam fechados, não consegui ver o acervo, que é bem interessante. Fica para a próxima. 😉

O lugar é bem impressionante. Impossível não ficar pensando em tudo o que já rolou por ali. Além das ordas de turistas, o lugar é habitado por vários gatos (os de quatro patas, #chatiada). Além disso, há uma exposição de pássaros gigantes e coloridos (Cracking Art) que faz um contraste interessante com as muralhas seculares. Nos fundos, um parque bonito cujos gramados ficam cheios de gente lagarteando quando o tempo está bom. Acabei voltando lá outro dia, quando o tempo melhorou, para ver o lugar em um dia ensolarado. Valeu a pena.

Outro “must see” de Milão é o imponente Duomo, a catedral da cidade, que é uma obra prima do estilo gótico. Deslumbrante sob todos os ângulos, levou mais de 500 anos para terminar de ser construída. As obras da fachada ficaram paradas por vários anos, até até Napoleão pediu para “agilizar a parada” para ele pudesse ser coroado lá. Durante a segunda guerra mundial, os lindos vitrais foram substituídos por pedaços de madeira para que fossem protegidos dos bombardeios. Felizmente, o Duomo não foi atingido pelas bombas que castigaram a cidade.

O interior e o exterior são estupendos, mas o espetáculo só fica completo quando se sobe ao terraço para ver os 135 pináculos e a Madonnina (estátua dourada de Nossa Senhora que protege a cidade) de perto. A vista é de tirar o fôlego. O dia cinza não ajudou muito as fotos, mas dá para ter uma ideia do tanto que é bonito. A entrada na catedral é gratuita, mas a subida ao terraço é paga (12 euros de elevador e 6 euros pelas escadas). Passear pelos terraços do Duomo é uma daquelas experiências que ficam para sempre na memória.

À noite, fomos jantar em um lugar genial que a Lu e o Peter conheciam, a Salsamenteria di Parma.

http://www.salsamenteriadiparma.it/it/

A comida é simples e muito saborosa. Confort food, sabe como? Eu comi uma polenta frita com gorgonzola e pancetta que, olha, era de comer rezando. O vinho (um lambrusco bem bom com o sugestivo nome de Marcelo) não é servido em copos, mas em scodellas, que são uma espécie de pote. Vivendo e experimentando. 😊

No próximo post, um dia de muita arte em Milano: a visita ao Cenacolo Vinciano e minha very first ópera. Arrivederci!

20140501-105335.jpg

20140501-105358.jpg

20140501-105438.jpg

20140501-105507.jpg

Anúncios

From → Proseando, Viajando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: