Skip to content

De repente, 40!

25 de março de 2014

Parece que foi ontem, mas, de 1974 para cá, muita água passou embaixo dessa ponte chamada vida. O bebê rosado se transformou em uma mulher que, em vez de bochechas rechonchudas, tem alguns sinais no rosto que as más línguas teimam em chamar de rugas. Eu prefiro pensar nelas como uma espécie de prova das (muitas) emoções vividas até aqui.

O post de aniversário vem em forma de lista (amo listas!). O tema? Os 40 (principais) motivos para dizer obrigada. Gratidão é a palavra-chave neste momento. Obrigada Deus, obrigada vida, obrigada vocês gente florida! 😉

1. Meus pais, que além de me criarem assim tão maravilhosa (e modesta), me deram os valores que carrego comigo. Raízes que me mantém em pé.

2. Meu irmão e minha cunhada. Não bastasse estarem comigo para o que der e vier, ainda me deram de presente o Vinícius. Como agradecer o suficiente?

3. O Vinícius, meu polaco lindo, afilhado amado. Esse pequeno é um anjo que Deus mandou para alegrar nossa família. Não tive filhos, mas este pequeno foi gerado no coração da “madinha”. Roubando uma expressão dele, esse guri me faz muito “filize”.

4. Tios, tias, primos, familiarada querida. Dividimos DNA e muitas histórias.

5. Ter tido avôs e avós queridos e minha “madi”, que fizeram minha infância especial. Eles já se foram, mas o amor fica para sempre.

6. Meus amigos. De ontem, de hoje, de sempre. De perto e de longe. A vida é melhor quando se tem alguém para dividir.

7. Bob & Marley, os vira-latas mais lindos do mundo. Companheiros de quatro patas que cuidam de mim e me recebem com olhares de amor e rabinhos sacolejantes cada vez que chego em casa.

8. Ter tido excelentes professores que me ensinaram muito mais do que suas disciplinas.

9. Uma infância ao ar livre, com pé no chão, fruta no pé e brincadeiras de verdade.

10. Meus livros, meus filmes, minha música, companheiros sempre fiéis.

11. Ter um trabalho que me traz desenvolvimento, realização e, claro, dinheiro também.

12. Café quente e bem doce e pão com manteiga para começar bem o dia.

13. O colorido do céu na hora em que o sol se põe.

14. Uma taça de vinho para relaxar no fim do dia.

15. Uma adolescência bem curtida, ao lado das BBFs mais legais.

16. Pessoas floridas que embelezam a vida.

17. Ter ido ao show do Bon Jovi.

18. Jon Bon Jovi. Suspiros.

19. Londres, com o Big Ben marcando o passar das horas, o tube que te leva para todo canto, os museus, as pontes, o Tâmisa, o fish and chips. Quem cansou de Londres, cansou de viver. Eu não cansei.

20. Passar a vida sonhando com Roma e realizar o sonho de ver (e tocar) o Coliseu “pessoalmente”. De quebra, me apaixonar pelas ruas alaranjadas, o gelato, a comida, o vinho, o limoncello. Jogar a moeda na Fontana di Trevi funciona, então continuarei voltando.

21. Amigos. Já disse amigos? Ah, eles são tão importantes que merecem bis.

22. Meu blog. ❤️

23. A comida da minha mãe, com destaque para a sopa de legumes, a maionese, a broa caseira e o cuque de massa de pão. O tempero é único: amor da “Nini”.

24. Domingos de preguiça no sofá. Todo guerreiro precisa de pausas.

25. Espumante bem gelado (champanhe, proseco, cava ou o que seja) e bons motivos para brindar.

26. Ter amado, ter sido amada, e ter vontade de viver isso de novo.

27. Chocolate.

28. Mi Buenos Aires querido, com seu tango, o Caminito, a Recoleta, San Telmo, o café Tortoni, a linda livraria El Ateneo e os prazeres da carne (literalmente falando) da Cabana Las Lilas.

29. Ter uma casa gostosa para voltar, com a melhor cama do mundo esperando meu “mergulho”.

30. Agir por impulso e resolver dar “um pulo” em Paris no feriado. O sobressalto feliz ao ver “a” torre pela primeira vez. Passar a meia noite na cidade e entender que la vie en rose.

31. Shakeaspeare and Company. Toda livraria é especial, mas essa é mágica. Meu coração fez uma dancinha de felicidade no dia em que “topei” com ela a caminho da Notre Dame.

32. Ter dúvidas. Só sei que nada sei.

33. Ter conhecido as delícias da cidade do Porto, e descoberto a jóia que é a livraria Lello.

34. Ter andado de barco pela primeira vez na vida para chegar em Veneza. La Sereníssima merece.

35. Os pequenos rituais femininos que nos fazem sentir poderosas: salto alto, perfume, batom, rímel.

36. Praga e seus castelos. Uma terra de contos de fadas.

37. Sonhar com os campos da Toscana e descobrir que são ainda mais bonitos do que nos filmes.

38. Ser confundida com uma francesa na Itália.

39. Catar pinhão com a família em um dia de inverno, com céu azul e ar gelado.

40. Memórias felizes, esperança e fé no presente. e sonhos para realizar no futuro.

A trilha de hoje vem da parada de sucessos de 1974. Sempre amei a música mesmo sem saber que ela tocava no ano em que nasci. Cada vez que ouço, parece mais bonita, e assim é também com a vida. The best is yet to come. 😘

http://youtu.be/NEuxkX1cdlE

20140325-192129.jpg

Anúncios

From → Proseando

6 Comentários
  1. Claudia Silva permalink

    Muito lindo Zeila! Lindo texto, linda música, parabéns!!!

  2. Eu é que agradeço a oportunidade de ter te conhecido e convivido com vc, que é uma pessoa do bem acima de tudo, com um coração bem grande, nunca ouvi de alguém que não coube nele. Super parabéns! 40 é marcante, parece até que um divisor de águas, e eu creio que o mesmo tendo sido muito bom, o melhor ainda estar por vir. Com carinho, Camila.

  3. Flavia permalink

    Linda!! Você merece toda a felicidade do mundo!!! Grande abraço de sua admiradora nada secreta!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: