Skip to content

Make a wish

31 de janeiro de 2014

Tarde de verão, muito calor, amigas que se reúnem para colocar a conversa em dia. Uma casa ensolarada, uma anfitriã gentil, espumante gelado. Era tempo de começar a brindar.

Era o primeiro encontro em 2014 e uma das ladies sugeriu que cada uma brindasse ao seu maior desejo de ano novo. Assim foi, com cada uma pedindo aquilo que mais queria. Cada pedido teve por testemunho as amigas e o universo.

Como brindes nunca são demais, a mesma amiga sugeriu que a brincadeira continuasse, mas dessa vez com uma adaptação. Cada uma de nós faria um desejo para uma das amigas. Ah, tinha de ser algo diferente do que a amiga em questão já tinha pedido no brinde inicial.

O “rodízio de desejos” aconteceu no jardim, à luz dourada do sol que se punha. Meio brincadeira, meio ritual, cada desejo trazia uma energia muito positiva. Algo como se as amigas assumissem o papel de advogadas umas das outras e dissessem ao universo: ajuda aí porque ela quer/precisa/merece isso (tipo, muito mesmo). Foi algo como um manifesto conjunto, uma visualização coletiva do bem que se quer para si e para aqueles de quem se gosta.

Lembro de um trecho do livro “Comer, Rezar, Amar” no qual a autora conta que o ex-marido se recusava a assinar o divórcio, prolongando o sofrimento de ambos. Uma amiga dela sugeriu que elas imaginassem um abaixo-assinado pedindo ao universo que o marido concordasse em assinar, e elas começaram a pensar nas pessoas que assinariam o papel. No começo, pensaram em amigos e parentes que apoiariam a causa, mas depois começaram a “convidar” pessoas famosas para apoiar esse pedido. Dessa maneira, o número de assinaturas crescia de forma impressionante. Logo depois desse “exercício”, Liz recebeu a noticia de que o marido assinara a separação. Coincidência? Eu acho que não, mas o que eu acho é apenas o que eu acho.

Em ambos os casos, as pessoas recorreram ao universo em busca de ajuda, e tiveram ajuda de pessoas queridas, que “assinaram embaixo” do pedido. Voltando ao jardim dos brindes, o carinho das amigas ao fazer o pedido desencadeou um sentimento bom em cada coração, e isso é muito especial.

Carinho compartilhado se multiplica, aquece a alma, dá esperança, e o universo deve gostar muito disso. Eu gostaria, se fosse o universo. E se fosse ele, atenderia a todos os desejos que foram feitos durante os brindes, em todos os seus detalhes. Está ouvindo, universo? #ficaadica

Anúncios

From → Proseando

2 Comentários
  1. Domi permalink

    Amei!!!

  2. Marina permalink

    Em TODOS os detalhes, viu universo????? Kkkk adorei o texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: