Skip to content

Encontros (musicais) improváveis

12 de janeiro de 2014

Gosto de todo tipo de música. Minha playlist é uma misturança daquelas. Claro que tenho minhas preferências, mas ouço de tudo um pouco.

Dia desses, no trabalho, um amigo se surpreendeu ao ver um CD do Metallica. “Ué, você gosta de Metallica?”. Comentei que comigo era assim, tudo junto e misturado, de Metallica a Fábio Junior. A brincadeira evoluiu para algo como “o que a banda diria para o cantor se eles se encontrassem” e “isso daria um post”, e acabou dando mesmo.

Fiquei pensando em como poderia fazer isso, e achei que só podia ser por meio de músicas. Então, se Metallica encontrasse Fábio Junior, mandaria algo só gênero “never free, never me, so I dub thee unforgiven”. Já o Fábio, tranquilão, seria superior e iria embora cantando “felicidade, brilha no ar…”.

Como infâmia pouca é bobagem, pensei em outros encontros e diálogos (musicais) improváveis. O ócio pode ser mesmo perigoso, rs.

Beatles voltam a habitar essa dimensão e são apresentados ao funk brasileiro, em sua “fase ostentação”. Ao ouvir Valesca Popozuda”, eles mandariam sem vacilar “help, I need somebody!!!”. Já ela, toda pimpona, iria de “keep calm e deixa de recalque”.

Seguindo o baile, Rod Stewart encontra Gustavo Lima. O sertanejo iria de “tchetcheteretchetche (repete várias vezes)” e o inglês, polite, para evitar constrangimentos, responderia algo como “I don’t wanna talk about it…”.

Encontro de bandas “de rock” agora. Roling Stones e Bon Jovi. Mick começaria com “You can’t always have what you want”, ao que Jon responderia “If you don’t love me, lie to me”.

Funk e sertanejo na pista. Anita e Michel Teló batendo um papo. Ela diz “prepara, que agora, é hora, do show das poderosas…”. Ele responde “ai se eu te pego, ai ai se eu te pego…”.

Frank Sinatra resolve voltar também e encontra a Alicia Keys. O blue eyes não perdeu o charme e começa “strangers in the night, exchanging glances, wondering in the night…”. Ela não conseguiria resistir ao encanto e seria sincera ao responder “this girl is on fire!”.

Brincadeiras à parte, música é bom demais. Trilha sonora deixa a vida ainda mais especial. Quem canta, seus males espanta, e quem ouve música, também. 😉🎶🎵🎼

Anúncios

From → Proseando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: