Skip to content

Vítima ou Protagonista?

17 de novembro de 2013

Em um destes tantos treinamentos dos quais participei até hoje, conheci o conceito “vítima X protagonista”, que fez todo o sentido para mim. No primeiro grupo, estão aqueles controlados pelo locus externo, que acreditam que todas as causas de todos os problemas estão fora: a empresa, a família, o namorado, os unicórnios, duendes, o universo, Deus. Qualquer um ou qualquer coisa que ele/ela, que é, portanto, vítima das circunstâncias. Sabe aquela turma “oh céus, oh vida, oh azar”? Pois então, são eles.

No segundo grupo, estão aqueles controlados pelo locus interno, que sabem que, se o que acontece com eles pode não necessariamente ser causado/controlado por eles, a forma como reagem a isso é sua responsabilidade. Estes são protagonistas de suas vidas e não aceitam o papel de marionetes cujos cordões são puxados por fatores externos. Há alguns anos, li uma frase que resume isso: “a vida é 10% o que acontece conosco e 90% como reagimos a isso”.

Ser protagonista dá mais trabalho, sem dúvida. É preciso vigiar sempre, lutar sempre para não deixar a peteca cair. Ficar triste é normal, chorar faz parte, o que não dá é paralisar e chafurdar na tristeza para sempre. Todos têm aqueles dias nos quais gostaríamos de não tirar o nariz para fora de casa e ficar embaixo das cobertas o dia todo. De vez em quando, pode. Uma pausa para lamber as feridas é necessária, mas depois disso, clichê ou não, temos de sacudir a poeira e dar a volta por cima. E continuar a nadar.

Quando bater cansaço e der vontade de assumir o papel de vítima, inverta a situação e pense no tipo de pessoa que você gosta de ter por perto: vítimas reclamomas que colocam a culpa no mundo ou protagonistas que dão a cara a tapa e se engalfinham com a vida em busca da felicidade? #parapensar

Tudo na vida é escolha. Preto, branco ou colorido. Sozinho ou acompanhado. Quente ou frio. Salgado ou doce. Feliz ou ser triste. Vítima ou protagonista. It is up to you. Você decide. Simples assim. E depois toma as ações necessárias para fazer acontecer, e assume as consequências, que virão, pode apostar. Flores atraem borboletas e colibris. Sujeira atrai aranhas. Tristeza atrai tristeza e alegria atrai alegria. E aí, o que vai ser?

20131117-142138.jpg

Anúncios

From → Proseando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: