Skip to content

Lar, doce lar

19 de junho de 2013

Escrevo essas mal digitadas linhas devidamente aboletada no meu sofá, depois de tomar um banho no meu chuveiro. Já me sinto mais gente agora que estou instalada no meu cafofo.

Cheguei de São Paulo moída de cansaço (físico, mental, espiritual, paranormal, hormonal, longitudinal etc.) e só o fato de chegar em casa já me fez melhorar. O carinho dos cachorros, as minhas coisas, saber que a família está perto, tudo isso me ajuda a recuperar a energia perdida.

Pode ser clichê, mas é verdade: não tem lugar melhor do que a casa da gente. É o nosso pequeno reino, blindado ao caos externo e perfeito em sua imperfeição. O melhor hotel do mundo não substitui meu cantinho, porque aqui eu sou, literalmente, mais eu.

http://youtu.be/7bnX-6sJZBw

20130619-214450.jpg

Anúncios

From → Proseando

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: