Skip to content

Sob o sol da Toscana

14 de março de 2013

Quando você assiste filmes ambientados na Toscana, imagina que vai chegar lá e encontrar aquelas paisagens deslumbrantes, ritmo de vida bucólico, comida e vinho deliciosos. Aí, um dia você realiza o sonho de conhecer o lugar e descobre que tudo isso o que imaginou não corresponde à realidade, porque a Toscana não é como nos filmes…é muito melhor!

Saindo de Roma de carro, a ansiedade é grande para começar a ver os famosos campos e vinhedos. Quando a paisagem começa a se revelar, é impossível não pensar “então esse paraíso existe mesmo!” Em setembro não é época de girassóis (vou ter de voltar em julho, que chato), mas os mosaicos de terra arada, vinhedos carregados de uvas (cujo glorioso destino é se transformar em vinhos deliciosos) e grandes rolos de feno dourado são de uma beleza de tirar o fôlego. A viagem foi abençoada com dias gloriosos de sol e céu azul.

MONTEPULCIANO

A primeira parada foi a charmosa Montepulciano. Você vai serpenteando pela estrada até que, lá no alto, avista a cidade, sempre com áreas de fortaleza medieval. É preciso deixar o carro “no pé” da cidade e subir andando, porque as ruas são bem estreitas. Aqui, como em quase todas as cidades da Toscana, preste bem atenção onde deixou o carro, porque há várias entradas para a cidade e se perder é “dois palitos”.

Os fãs da saga Crepúsculo vão reconhecer a praça central, que foi cenário do segundo filme. Quem não está nem aí para os vampiros vai achar que a praça é “apenas” um lugar lindo de morrer que vai te deixar de queixo caído. Almoçamos por lá, em um restaurante com vista para o paraíso e comida dos deuses. Lá, comi a melhor bruschetta da viagem. De comer com os olhos e lamber os dedos.

http://www.osteriadelborgo.it/

MONTALCINO

Pé na estrada de novo, rumo a Pienza. Chegamos ao final do dia e fomos direto para o hotel, que fica bem perto do centrinho. O atendimento é feito pela família dos donos (incluindo um avozinho muito do fofo) e os quartos são muito charmosos.

http://www.arcadipienza.it/en/

Já era noite quando fomos explorar as redondezas. Na pequena praça, o que parecia ser quase toda a população do lugar assistia a um espetáculo encenado em frente à igreja. Mágico é uma palavra que chega perto de definir. Jantamos em um dos únicos restaurantes ainda abertos (quase tudo fecha às 21h), um lugar simples com comida tipicamente toscana, um vinho delicioso e um carrinho de sobremesas que da água na boca só de lembrar. Eu escolhi um “trem” delicioso com creme, biscoito champanhe e licor marasquino, mas não perguntei o nome e não consegui achar na internet. Mas era de comer rezando, acreditem em mim.

http://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g644280-d1550010-Reviews-Trattoria_La_Buca_delle_Fate-Pienza_Tuscany.html

No outro dia, voltamos para explorar a cidade à luz do sol, e aí Pienza revelou seu charme com toda força. Ruelas de pedra levam a mirantes com vistas de tirar o fôlego, que rendem boas fotos e aquela sensação de “a vida é mesmo bela”.

PIENZA

De lá, partImos para San Quirico D’Orcia. Perambulando pela cidade (deslumbrante, claro), “esbarramos” em um restaurante com mesas no jardim, mais perfeito do que aqueles dos filmes, onde desfrutamos de outro banquete toscano. O maxi antipasto della casa é uma seleção de pequenas delícias para petiscar enquanto você aguarda o preparo (artesanal) de sua pasta e beberica seu vinho.

http://www.trattoriaosenna.com/

SAN QUIRICO

SAN QUIRICO 2

Resolvemos deixar a sobremesa para depois, e algumas esquinas adiante encontramos uma gelateria pequena, onde provei o sabor “ricota com mel e canela”, tão bom que parecia desaforo, rs. Não anotei o nome do lugar, mas pesquisei um pouco na internet e, salvo engano, o nome da loja que vende felicidade em forma de creme gelado é Golosi Di…Gelato.

Logo era hora de pegar a estrada de novo, porque tínhamos agendado uma degustação de vinhos na vinícola Banfi, em San Ângelo, bem perto de Montalcino. Calhou de o lugar ser um castelo, e vou confessar que o vinho somado à paisagem fez com que eu me sentisse um tantinho princesa.

 http://www.castellobanfi.com/

BANFI

Antes de partir rumo a Siena, fomos conhecer o centro de Montalcino, terra de vinhos famosos como o Brunello e o Rosso, e com paisagens tão lindas que parecem pintura de um grande mestre. Deus estava particularmente inspirado quando criou essas terras, com certeza. O por do sol de cinema foi o jeito que a cidade encontrou para nos dizer “boa viagem, volte sempre”.

POR DO SOL

Não havíamos reservado hotel em Siena, porque queríamos adicionar o “fator surpresa” à viagem. Como chegamos lá no sábado à noite, encontramos a cidade lotada de turistas e os melhores hotéis/pousadas lotados, e acabamos dormindo em um hotel bem meia boca. Como era só por uma noite, não foi razão para drama.

De manhã, fomos explorar a cidade, que é conhecida pelo famoso Palio di Siena, que acontece de julho a agosto. Como todas as outras cidades toscanas, essa é formada por ruelas estreitas e prédios seculares de pedra — longe de ser redundante, esse charme compartilhado é uma delícia, e cada cidade tem seu tempero próprio. Em Siena, a Piazza del Campo é grandiosa, e a Torre del Mangia causa um impacto e tanto. A catedral da cidade é de cair o queixo, com obras de arte daquelas que são um banquete para a alma, incluindo trabalhos belíssimos de Donatello. Vale a pena comprar o ingresso para visitar todo o complexo, incluindo o Batistério de San Giovanni e o Museu dell’Opera.

SIENA

Almoçamos em um dos vários restaurantes da praça, para aproveitar a vista. Depois de dias de uma dieta à base de pasta, resolvi variar um pouco e comer uma bela salada acompanhada de uma taça de vinho rose gelado, perfeitos para aquele calorão. Não, eu não fiquei light de repente. Depois do almoço, me “acabei” com um potão de um dos melhores gelatos que provei em toda a viagem — todos os sabores eram divinos, mas o de melão era perfeito!

A próxima parada da viagem foi a apaixonante San Gimigniano. Carros só podem entrar no centro para descarregar/carregar bagagem, e tem de ficar em um dos estacionamentos no “pé da cidade”. O hotel (um prédio histórico, bem no coração da praça) encanta por si só, mas é quando você chega ao quarto e abre a janela que você se apaixona de vez — os campos da Toscana estão ali, bem pertinho. Parece sonho, parece filme, mas é melhor ainda, porque é verdade.

 http://www.hotelcisterna.it/

Apesar de San Gimigniano apresentar o mesmo “combo” das outras cidades (casas de pedra, ares bucólicos, boa comida, lojinhas charmosas etc.), essa foi a cidade que mais amei. Talvez seja pela cisterna na praça, talvez seja pelo sorvete de amora, talvez seja pelo jeito como a luz da lua iluminava as ruas, ou talvez seja pelo fato de que essa foi a última escala na Toscana rural antes de seguirmos para Florença. Enfim, amor a gente não explica, apenas sente, e eu amei essa pequena filial do paraíso com todas as minhas forças.

SAN G

 

 

SAN G3

Ter deixado Florença para o final do tour pela Toscana foi, literalmente, a cereja do bolo. Ficamos em um hotel antigo e estiloso, com excelente localização — a poucas quadras do Duomo, perto de restaurantes charmosos e de uma feira de rua excelente para comprar as famosas lembrancinhas de viagem (eu fiz a festa, claro).

 http://boscoloastoria.hotelinfirenze.com/

Depois de dias de “faz e desfaz” malas, passar três dias em um lugar foi uma delícia. Aliás, esse é o tempo mínimo para aproveitar a cidade, repleta de atrações. Para quem, como eu, gosta de arte, o berço do renascimento é banquete para os sentidos. Para começar, o Duomo — imponente, deslumbrante, maravilhoso! O impacto que tivemos ao avistar essa jóia fez com que todos os sete viajantes literalmente ficassem de boca aberta, em silêncio, apenas contemplando aquela visão que mais parecia uma miragem. A cúpula de Brunellesqui pode ser vista de quase todos os pontos da cidade, e o interior guarda obras de Donatello, entre outros.

A Ponte Vecchio, cartão postal de Florença, faz jus à fama — é preciso ir de noite e de dia, para ver as diferentes nuances de encantamento. A Capela dos Médici é de uma riqueza impressionante, e guarda obras lindíssimas de Michelangelo, como o Crepúsculo e a Aurora. Na Academia, filas longas para ver o famoso (e absolutamente perfeito) Davi, de Michelangelo. A Basílica de São Lourenço impressiona pela fachada de pedra e pelas obras dos grandes mestres cujas almas devem passear por lá e sorrir ao ver tanta gente apreciando tanta beleza. Neste complexo, estão também a biblioteca dos Médici (Biblioteca Medicea Laurenziana) e a tumba de Donatello e de Cosimo de Médici.

PONTE

O café Gilli, que está em Florença desde 1733, é um excelente lugar para descansar os pés cansados de tantos passeios, enquanto você fica olhando o vai e vem das pessoas. É caro, mas o charme e a tradição compensam.

http://gilli.it/

De todos os lugares que visitei em Florença, meu favorito é a Piazza della Signoria, onde está o Palazzo Vecchio, que foi antiga residência dos Médici e tem cômodos que fazem jus aos poderosos que ali viveram. Vale a pena subir os muitos degraus da torre para ver Florença do alto — tanto a subida quanto a vista são de tirar o fôlego, rs. Alguns dos melhores momentos da viagem foram passados nessa praça, em uma mesa na calçada (há vários restaurantes gostosos por ali), tomando um vinho bem gelado e admirando as estátuas que elegi como as favoritas em Florença: O Rapto das Sabinas e Perseu.

PIAZZA

 

Tenho de confessar que só não fiquei triste no dia de me despedir do sol da Toscana porque, dali, eu fui para La Sereníssima Veneza. Mas isso é conversa para outro post. 🙂

Para a trilha desse post, quis uma música que chegasse perto de expressar a alegria de um passeio pela Toscana. Acho que U2 dá conta do recado.

Anúncios

From → Proseando, Viajando

3 Comentários
  1. Laura permalink

    San gimigniano eleita a número 1 com certeza.
    Amo a toscana. Amei o posting e já anotei as dicas para qdo eu voltar lá. ; )
    Laura

  2. Inara permalink

    Adorei relembrar. Viajei de novo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: