Skip to content

Amigoterapia

13 de janeiro de 2013

Amigos são a família que a gente escolhe, dizia uma dessas tantas frases que circulam na internet. Para mim, é fato.  Difícil explicar como pessoas tão diferentes de nós, e que a gente nunca viu na vida, de repente se transformam em irmãos de alma. Quando é amizade mesmo, o tempo não importa. Dia, mês ou ano, tanto faz. Quando amigos se encontram, eles se olham e se sabem, antes mesmo de trocar uma palavra.

 Vivo dizendo que bater papo com amigos é a melhor terapia do mundo. Eu “me trato” dessa forma desde sempre. As amigas de infância estão na minha vida até hoje. Elas acompanharam, de dentro, cada etapa da minha história. Na adolescência, ninguém sobrevive sem amigos. Lembro até hoje daquelas tardes de conversa sem fim com as bbf (best friends forever existem desde sempre). Às vezes a gente ria, às vezes chorava, mas sempre juntas. 

 E tem aqueles amigos que acham a gente ao longo da jornada. Laços tão improváveis que a gente não consegue explicar. E nem precisa. A gente sente, e pronto. Acho que a nossa alma tem várias gêmeas por aí. Uma é o amor, e as outras, os amigos. Alma não cabe em si, precisa dos amigos para transbordar em paz.

 Debrifar a vida com um amigo faz a alegria ficar mais intensa (risadas multiplicadas de um tanto que faz a barriga doer), e a tristeza a ficar mais leve (dramas e dilemas divididos, um ombro para chorar). O saldo dessa matemática é sempre positivo.

 Vou encerrar esse post com um trecho de uma das minhas “receitas” favoritas do livro do Héctor Abad, que ele chama de “tratamento dos rostos queridos”. Esse é um daqueles tantos textos que é “tão eu” que eu gostaria de ter escrito.

 “O ritual do sossego é o seguinte. Duas cadeiras e uma mesa, um patê de fígado de aves, torrada de pão integral fresco, uma garrafa de vinho gelado de Sauternes, e bem à sua frente o rosto do amigo, da amiga, aquela cara que você conhece, uma dessas que só de vê-las nos devolvem a calma. O patê lembra aos amigos que eles são carne. O pão não os deixa esquecer que tudo nasce da terra e a tudo a ela volta. O espírito do vinho de Sauternes aviva aquilo que mais nos faz viver: a possibilidade de unir dois pensamentos.”

 Já testei essa receita com bastantes variações. Restaurante chique ou cachorro-quente de rua. Champanhe ou cafezinho. Em Roma ou em São José dos Pinhais. Sempre funciona, desde que você mantenha na alquimia o rosto amigo que lhe devolve a calma.

 Eu sempre gostei dessa música, e acho que ela é um bom tempero para essa receita. Bom apetite!

Anúncios

From → Proseando

11 Comentários
  1. Inara permalink

    Emocionada… E sigo inquieta em busca de harmonia. Dando gargalhadas altas com amigos no caminho. “Alma não cabe em si, precisa dos amigos para transbordar em paz”. E a nossa, de ariana, precisa de doses cavalares. Obrigada por unir os pensamentos mais impensáveis comigo, amiga.

    • Inquietações arianas são do tamanho de Saturno.A gente precisa de doses extras do tratamento dos rostos queridos. 😉

  2. Ale Surek permalink

    Amei… sintonia perfeita… Adoro as dicas e adoro James Taylor há tempos… Way to go my friend!

  3. Laura permalink

    Viciei no seu blog. Todo dia espero um post novo!!! Capricornianos adoram arianos!!! 🙂

  4. Inara permalink

    Obrigada por sua amizade. Aprendi muito com você; coisas simples e complexas. Você é minha amiga francesa favorita 😉

  5. Domi permalink

    Esse ano ganhei sua amizade! Um presente lindo… Obrigada, Amiga! Beijo, Domi

  6. Amiga te amo muitoooooooooooooooo………….. Que nossa amizades seja eterna ….. Espero tomar chá com vc quando estivermos bem velhinhas …. Beijo grande querida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: